Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Parceria com APAE para higienização de livros da Biblioteca Azeredo da Silveira

Parceria com APAE para higienização de livros da Biblioteca Azeredo da Silveira

Publicado: Quarta, 23 de Março de 2016, 11h00

Desde 2011, os mais de 165 mil volumes disponíveis na Biblioteca Azeredo da Silveira, do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), são preservados por uma equipe dedicada. Por meio de convênio com a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) do Distrito Federal, seis integrantes da instituição realizam o trabalho de higienização de 35 a 50 volumes por dia, coordenados por um instrutor. Só em 2014 foram 14 mil obras recuperadas.

A deterioração dos livros por micro-organismos é problema enfrentado desde 2004, quando fungos se alastraram por grande número de volumes e obrigaram o fechamento da Biblioteca ao público. Em 2011, novos focos de fungos contaminaram 2.500 volumes e levaram a Coordenação-Geral de Documentação Diplomática (CDO) do Itamaraty a buscar solução de longo prazo, com a implantação de uma política de higienização e controle permanente de umidade. Como a Biblioteca não dispõe de recursos humanos suficientes, o Itamaraty firmou convênio com a APAE para a realização do serviço.

A APAE mantém, desde 2006, em parceria com a Universidade de Brasília, uma oficina de qualificação nas áreas de higienização, conservação e pequenos reparos de bens culturais, como livros e documentos. A instituição já conseguiu formar seis equipes de trabalho, que prestam serviços nas bibliotecas do Senado Federal, Câmara dos Deputados, Supremo Tribunal Federal e Itamaraty, entre outros.

A qualificação profissional para o chamado trabalho apoiado – quando o profissional com deficiência é contratado conjuntamente com instrutor – é um dos projetos de maior sucesso da APAE-DF, beneficiando cerca de 720 pessoas por ano em Brasília, Ceilândia, Sobradinho e Guará. Muitas vezes, concluído o ensino regular, esses cidadãos ficavam excluídos do mercado de trabalho, o que reforçava vínculos de dependência em relação às famílias. Os programas de educação profissional e inserção no mercado de trabalho visam a promover maior independência e autonomia da pessoa com deficiência.

Por meio de ações como essa, o Itamaraty busca aplicar internamente compromissos defendidos pelo Brasil no plano internacional, como a Convenção Interamericana para a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Pessoas Portadoras de Deficiência e a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada pela ONU.

registrado em:

Flickr

Youtube

TEXT_YOUTUBE

Ministro Aloysio Nunes - cumprimentos de fim de ano

O ministro Aloysio Nunes recebe membros do corpo diplomáticode Brasília para cumprimentos de fim d...

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira...

Ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes abre VI Con...

ACESSE O CANAL NO YOUTUBE